Como identificar se meu filho sofre bullying?

Atualizado: 10 de Out de 2018



O bullying tem ganhado cada vez mais espaço na mídia e chamado a atenção de pais e educadores. A palavra vem do inglês bully, que significa valentão ou brigão. O termo diz respeito a toda agressão, seja ela física ou verbal, realizada por um ou mais indivíduos, que abusam da vítima intencionalmente e de forma repetida, sem dar margem para que ela possa se defender.


São aquelas cenas que todo mundo já viu algum dia no colégio: xingamentos, empurrões e brincadeiras de mau gosto. Embora seja mais comum falar em bullying na escola, ele acontece também na vizinhança, na família, na faculdade e até mesmo no ambiente de trabalho – além do cyberbullying, que acontece na internet.


Se não tratado logo que o problema for identificado na infância, ele pode ter sérias consequências na vida adulta, como depressão, baixa autoestima, agressividade ou problemas de relacionamento. Em casos mais graves, o quadro pode levar até mesmo ao suicídio.


Porém, é muito comum que as crianças que são vítimas de bullying não falem sobre as agressões em casa. Elas não querem mostrar fragilidade, sentem culpa, acham que com o silêncio podem evitar o problema ou têm medo de decepcionar os pais, entre outros motivos.




Então, para saber se o seu filho está sofrendo nas mãos de um valentão, é importante ficar atento a certos sinais. Veja alguns deles abaixo.


1 – Mudanças drásticas de comportamento

Para evitar falar sobre o assunto, pode ser que a criança se feche, deixando de responder à simples pergunta “como foi seu dia hoje?”. Outra possível mudança repentina é o aumento da agressividade. Quem sofre de bullying às vezes passa a copiar o comportamento do agressor, reproduzindo a violência – verbal ou física – com outras pessoas.


2 – Resistência de ir para a escola

Bem na hora de sair para a aula, seu filho diz que está com dor de barriga e pede para ficar em casa. Se isso acontecer com muita frequência, pode ser que ele tenha um motivo maior para não querer ir à escola.


3 – Machucados pelo corpo

É normal que crianças se machuquem brincando ou fazendo esportes. Mas se seu filho vem aparecendo repetidamente com hematomas ou outros ferimentos sem uma explicação convincente, pode ser sinal de que ele está sendo vítima de bullying.


4 – Perda ou danificação de materiais escolares

Uma prática comum no bullying é roubar, furtar ou destruir os materiais da vítima. Então um caderno que “sumiu”, uma apostila rasgada ou mochila rabiscada podem ser indícios de que algo está acontecendo.


5 – Queda no desempenho escolar

O bullying pode trazer efeitos psicológicos que influenciam diretamente no rendimento da criança na escola. Portanto, se as notas caírem de uma hora para outra, é importante ficar de olho.


Esses são alguns dos principais sinais de que seu filho pode estar sofrendo bullying. Se você identificar um ou mais deles é recomendado conversar com os professores ou a direção da escola e procurar ajuda de um psicólogo.


Além disso, é sempre válida a dica de manter um diálogo aberto em casa. Se a criança se sentir confortável para conversar com você sobre qualquer assunto, com certeza será mais fácil identificar o problema e tratá-lo da melhor forma.


Se você gostou deste artigo, curta nossa página no Facebook e acompanhe outras informações sobre bullying e muito mais.

0 visualização

Responsável técnico 

Dr. Marcelo S. Assis

CRM / SP 93.498

RQE : 22.824

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram

2015 by Projeto Orelhinha.

All rights reserved

www.projetoorelhinha.com.br