Otoplastia pode me deixar surdo?

Atualizado: 10 de Out de 2018



A Otoplastia é uma cirurgia que busca tratar questões estéticas nas orelhas. Ela pode ser indicada, portanto, para corrigir orelhas em abano (proeminentes), malformações de nascença ou imperfeições causadas por algum trauma.


Por mais que seja um procedimento relativamente simples, a otoplastia pode gerar inseguranças em algumas pessoas, como é usual acontecer em toda cirurgia. Uma inquietação muito comum é em relação à possibilidade de ela deixar o paciente surdo ou causar algum tipo de dano ao aparelho auditivo. Saiba mais sobre a otoplastia e tire essa e outras dúvidas que você tenha a respeito.


Como é feita a cirurgia

A otoplastia é um procedimento simples, geralmente realizado com anestesia local e sedação. É feito um corte na parte de trás da orelha, para que a cartilagem possa ser descolada da pele, permitindo que o cirurgião faça as correções necessárias. Os pontos de fixação, no nosso caso, são internos e absorvíveis, portanto não é necessário retirá-los.


Pós-operatório

Normalmente a cirurgia é concluída em cerca de uma hora e o paciente vai para casa no mesmo dia. A recuperação também costuma ser tranquila. Dificilmente quem passa pela cirurgia tem dor, mas pode ocorrer algum incômodo. Quando o procedimento for feito para corrigir orelhas em abano, o paciente deve usar uma faixa de compressão durante cerca de um mês, conforme explicamos nesse conteúdo.

A otoplastia e o sistema auditivo

Por ser uma cirurgia plástica, a otoplastia é realizada apenas na parte externa da cabeça, sem interferir no sistema nervoso auditivo. Por isso, em caso de um paciente saudável, não há como ficar surdo em decorrência do procedimento. Vale lembrar que toda cirurgia tem riscos, por isso é preciso que todos os exames sejam feitos conforme orientação médica.




Indicações

A otoplastia é procurada principalmente por quem busca corrigir as orelhas em abano. Isso porque, apesar de essa ser apenas uma característica estética, e não uma deformidade, muitas vezes essas pessoas – sejam elas crianças ou adultos – se tornam alvo de brincadeiras aparentemente inofensivas, mas que podem afetar profundamente a autoestima e a vida social.


A necessidade da cirurgia deve ser avaliada por um médico especializado, que vai considerar o grau do problema e o incômodo relatado pelo paciente. O procedimento pode ser feito a partir dos sete anos de idade, quando as orelhas já estão completamente formadas.


É importante dizer que, como todo procedimento cirúrgico, a otoplastia oferece alguns riscos, como dores, inchaço, sangramento e cicatrizes. Porém, quando o paciente tem um acompanhamento adequado no período de preparação e segue corretamente as instruções dadas para o pós-operatório, essas situações podem ser evitadas ou minimizadas.


É importante sempre conversar com um médico responsável para entender seu caso. 

Se você ou alguém que você conhece gostaria de fazer a cirurgia para corrigir as orelhas em abano ou alguma outra imperfeição, fale com a gente. Teremos prazer em atendê-lo e esclarecer qualquer questionamento.

Responsável técnico 

Dr. Marcelo S. Assis

CRM / SP 93.498

RQE : 22.824

  • Facebook
  • Twitter
  • YouTube
  • Pinterest
  • Instagram

2015 by Projeto Orelhinha.

All rights reserved

www.projetoorelhinha.com.br